destaque da vez

Museu da xilogravura em Campos do Jordão

ARTISTAS DA VEZ:
INDÍGENAS BRASILEIROS

Embora não haja comprovação documental de datas e locais, é razoável acreditar que nossos índios tenham sido os primeiros xilógrafos a atuar em território brasileiro.
Segundo antigos relatos de viajantes, foi possível constatar em várias tribos o emprego de matrizes de madeira para imprimir, com tinta, desenhos rituais na pele do corpo e, mais raramente, para estampar peças de indumentária.
Mais de duas dezenas de tribos indígenas, compro-vadamente, utilizaram-se dessa técnica, destacando-se pela destreza artesanal e pela variedade de modelos, os canelas, os apinajés e os xavantes.
Algumas matrizes indígenas não passavam de “carimbos naturais”, como por exemplo o fruto do babaçu apenas cortado ao meio, ou a taquara, usada de topo para imprimir uma circunferência. Outras, porém, foram matrizes laboriosamente entalhadas em madeira ou em talos vegetais.
As matrizes, aqui exibidas, foram produzidas tomando-se por base as imagens exibidas no livro “Breve História Ilustrada da Xilogravura”, de Antonio F. Costella.

 

 

 

Av. Eduardo Moreira da Cruz, 295,
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil



voltar ao topo